Ervas Para Reduzir a Inflamação

ervas-para-defumador

Vocês sabiam que as ervas podem ser grandes aliadas no combate a inflamações de nosso corpo?

Hoje aqui no blog vou listar algumas delas e seus benefícios, para uma vida mais saudável!

Lembrem-se que todas as dicas que dou no blog, também são compartilhadas em nosso Instagram (@mamaesaudefit) e em nossa fanpage (facebook/mamaesaudefit). Por lá você pode acompanhar ainda mais dicas especiais!

Gengibre: O Gengibre cru ou cozido pode ser um analgésico eficaz, mesmo para condições inflamatórias como a osteoartrite. Isso porque a inflamação é a causa raiz de todos os tipos de problemas como artrite, dor nas costas, dores musculares, etc. Ele contém 12 compostos diferentes que combate a inflamação. Um desses compostos abaixa os receptores da dor e atua nas terminações nervosas.Juntos, eles trabalham quase o mesmo que as drogas anti-inflamatórias, tais como o ibuprofeno e a aspirina, mas sem os efeitos colaterais. Assim, se a sua intenção é eliminar esses analgésicos, passe a consumir o Gengibre.
Manjericão: Os óleos essenciais eugenol, citronelol, linalol, citral, limoneno e terpinelol são alguns dos óleos do manjericão. O efeito inibidor de enzimas do eugenol ajuda a combater a artrite ou as inflamações nos intestinos.
Orégano: Tempero-chave da cozinha italiana, o orégano tem ação antioxidante e anti-inflamatória. Também é um bom substituto para o sal, já foi apontado como alternativa no combate ao diabetes e, agora, antimicrobiano.
Alho:Também abaixa as taxas de colesterol e ainda tem propriedades anti-inflamatórias. Isso explica o fato de ser largamente empregado no combate a infecções como gripes, resfriados, gastroenterites, aftas, bronquites e herpes simples. Junte-se a capacidade de fortalecer o sistema imunológico. A boa reputação do alimento também deriva do poder de reduzir a pressão arterial ao estimular a dilatação das artérias. Duas revisões de estudos, uma assinada por pesquisadores americanos da Universidade de Connecticut e a outra por cientistas australianos da Universidade Adelaide, comprovaram esse benefício: o consumo moderado de alho colabora no tratamento da hipertensão.
Pimenta: A pimenta impede ou combate a formação e o desenvolvimento de tumores (assim como o brócolis e o tomate), é antioxidante e melhora o fluxo sanguíneo. O fruto também tem bastante vitamina e, geralmente, os mais ardidos são os que mais concentram essa propriedade, porque depende da presença de capsaicina.